Y-Valve - Sistema Integrado de Válvulas Honda CRF 250F 2019

  • Referência: Y-1V4L8V378
  • Marca: Honda
  • Modelo: CRF 250F
  • Ano: 2019
R$ 499,00
em até 2x de R$ 249,50 sem juros
  • Calcular frete
  • Indicar este produto
  • Formas de pagamento
PRINCIPAIS VANTAGENS DA NOVA Y-VALVE

1º     Com o inovador sistema de controle de fluxo de fluido progressivo em Y, utilizando um sistema de funil variável ajustado de forma progressiva a Y-Valve proporciona respostas de ação muito mais suaves e controladas. Mesmo em grandes deslocamentos (pancadas) os fluxos reagem sem que tenhamos um descontrole na pilotagem ou perda de eficiência devido a reações de cavitação ou aeração que ocorrem em sistemas controlados por tampão. Este sistema otimizou o funcionamento das suspensões a um rendimento nunca antes atingido neste tipo de sistema.

2º     Outro grande diferencial foi a junção da peça controladora com o sistema de canalização dos fluidos que chamamos originalmente de flauta. Esta simples junção possibilitou direcionar sem vazamentos todo o fluxo de fluidos sem perdas para o sistema de controle (y-valve), isto significa ação constante e efetiva o tempo todo sem surpresas ou oscilações de funcionamento ou rendimento!

 
PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE AS VALVULAS CONVENCIONAIS E A NOVA Y-VALVE 

3º     O modelo convencional vendido atualmente no mercado não possui uma forma de fixação na flauta original, isto significa que em grandes deslocamentos (pancadas) o óleo acaba vazando entre o emulador e a flauta, ocorrendo que o óleo que deveria passar controladamente pelo restritor, acaba escapando e assim gerando oscilações no funcionamento que podem ser sentidas pelo piloto como shimmy ou afundamento da frente repentinamente. Fatores estes que tiram a confiança do piloto na reação da motocicleta aos obstáculos e por fim reduzindo a velocidade do mesmo.

4º     Ainda no sistema convencional ou antigo, o detalhe é o controle de fluxo através de um tampão (sistema T) que assim que acionado acaba trabalhando de uma forma abrupta com os fluidos, cavitando na sua parte posterior ao fluxo, gerando inúmeros inconvenientes no controle da pilotagem e na durabilidade do óleo entre outras oscilações.